Nota de Falecimento – Ratib Buchala | O Democrata
Imagem do arquivo do jornalista Vander Luiz

Faleceu neste 1o. de maio o Sr. Ratib Buchala, colaborador do Jornal O Democrata por muitos anos. Filho de Dib e Tebete Buchala, nasceu em Presidente Prudente em 4 de outubro de 1933 e recebeu o Título de Cidadão São-Roquense em 2011, graças a sua extensa biografia como advogado, professor e escritor.

Desde muito jovem a literatura era uma de suas paixões. Leitor voraz, Ratib encontrava nos livros muito mais do que informação. Acumulava conhecimento, cultura e erudição, características tão marcantes do homenageado. Prova disso é o fato de que em 1954, quando ainda cursava o terceiro ano colegial, no Colégio Fernando Costa, em São José do Rio Pardo, uma de suas primeiras poesias, intitulada “A Pororoca”, foi premiada com a terceira colocação no concurso estadual de poesia.

Admirador confesso de Castro Alves, Ratib é uma das maiores autoridades nacionais em conhecimentos sobre o escritor baiano. Nessa condição Buchala, no ano de 1964, participou do programa televisivo “O Céu é o Limite”, apresentado pelo saudoso Aurélio Campos na extinta TV Tupi. Foram vinte programas nos quais Ratib discorreu sobre a vida e a obra de Castro Alves a milhões de famílias em todo Brasil. E foi num desses programas que lançou seu segundo livro de poesias: “Orações na Seara”. “Prece quase canção” foi lançado no ano de 1968 que, a exemplo das duas primeiras obras, foi grande sucesso de crítica e público.

Ratib voltaria a televisão brasileira no ano de 1971. Em pleno centenário do falecimento de Castro Alves, discorre sobre a obra e a vida do poeta no programa “A Festa do Sino” (que depois se chamaria “A Majestade o Ibope”), dirigido e apresentado por Silvio Santos. Mais uma vez Buchala lança uma obra em rede nacional: “Terramor”, mais um espetacular livro de sua autoria.

Em 1975, fixa residência, com sua família, na cidade de São Roque, mesmo ano em que começou a lecionar. Em 1997, lançava, no São Roque Clube, seu quinto livro de poesias, “Relógio de Brinquedo”, mais um sucesso de crítica e público.

Ratib ainda possui outras excelentes obras não publicadas como “Face Revelada” (poesias), “Metamorfose 2000” (pensamentos), “O Elo Perdido” (novela) e “Sinos de Alegria”, um incrível livro repleto de alegorias.

Começou a lecionar por acaso, a pedido de sua professora de Francês, e o Magistério tornou-se em sua vida um sacerdócio que exerce há 61 anos ininterruptos. Em suas aulas se aprende muito mais do que o conteúdo dos livros didático. Se aprende cidadania, civilidade e a praticar o amor ao próximo. Nesse período foram mais de 3000 alunos que tiveram a oportunidade de adquirir conhecimento com o Mestre Ratib. Somente em São Roque lecionou em diversos colégios como a Escola Cooperativa, o Colégio São José e o Colégio São Roque.

Ratib foi casado com a Senhora Maria Zélia Figueira Buchala, com quem teve cinco filhos: Rachel, Ivan Dib, Miguel, André Luiz, Ângela e Eduardo.

À família enlutada, nossos sinceros sentimentos de pesar.

O Corpo Será Velado das 10h às 13h no Velório Municipal de São Roque e, logo após, seguirá o cortejo rumo a São Paulo, onde será realizado o sepultamento no Cemitério da Consolação.

Jornal O Democrata São Roque

Fundado em 1º de Maio de 1917

odemocrata@odemocrata.com.br
11 4712-2034
Rua Marechal Deodoro da Fonseca, 04
Centro - São Roque - SP
CEP 18130-070
Copyright 2021 - O Democrata - Todos os direitos reservados