Paciente reclama de condições de banheiro em Posto de Saúde de São Roque

Na manhã deste domingo, 23, uma paciente que utiliza o Posto de Saúde Central, próximo a rodoviária de São Roque, enviou fotos para nossa redação informando a situação precária dos banheiros femininos. Ela reclama que, no meio de tantas melhorias que estão sendo anunciadas para cidade é inconcebível que algo tão simples não seja resolvido.

“Aproveitando toda esses benefícios que tem acontecido na cidade. Será que é tão caro coloca portas decentes. Acentos nos vasos consertar as descargas e ser limpo. Ter barras para as senhoras e gestantes que usam para fazer exame de urina no mesmo banheiro. Colocar papel para as mãos e papel higiênico em cada banheiro e não no meio para dividir” – escreveu.

De fato, nas fotos enviadas nota-se que as portas estão danificadas e que não há acessibilidade (falta de apoios e barras) e de papel higiênico nas cabines. Algumas privadas não têm assentos e as lixeiras ficam abertas e com os resíduos expostos.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária pede que os itens básicos de higiene, como papel, sabões, antisséptico e papel toalha, além de lixeiras com tampa e pedal estejam disponíveis para todos os usuários de estabelecimentos de saúde.

Já os banheiros adaptados que atendem quem utiliza cadeira de rodas, aparelhos ortopédicos, próteses e também a quem precisa de apoio, como idosos, crianças, gestantes e obesos, devem possuir, segundo a NBR 9050, de 2015, barras verticais e horizontais, papeleira e assentos adequados.

O espaço está aberto para o posicionamento da prefeitura.