Por que chegamos a esse ponto

O “país do futuro”, que se apregoa de “Deus ser brasileiro”, não consegue hoje vislumbrar os maravilhosos dias futuros que por décadas foram anunciados. As trevas se apoderaram do amanhã, e densas nuvens de enxofre encobrem os horizontes que não mais conseguimos enxergar.

Enquanto os governos militares lutavam para o engrandecimento da nação, hordas do Brasil se preparavam com cursos de guerrilha em Cuba, com o apoio técnico da então União Soviética para tomar o poder e encaminhar a nação para os domínios do socialismo. Os alunos eram pessoas que ocupariam os maiores cargos na nação, sem contar a grande quantidade de líderes de grupos: José Dirceu e Dilma Rousseff são dois exemplos só para começar e, segundo as investigações, Lula era o personagem principal. Foram guerrilheiros que cometeram diversos crimes, e deveriam estar presos até hoje, mas que, vergonhosamente, chegaram a comandar o Brasil.

Com o poder nas mãos, e com a cartilha que ensina a moldar a opinião pública em baixo do braço, fizeram o que bem entenderam. A população não sabe, mas existem técnicas bem elaboradas para tornar uma grande mentira na mais absoluta verdade, e isso fez parte dos ensinamentos que os guerrilheiros receberam. Para os que possuem o dom da oratória, como Lula, de posse dessas ferramentas, fazer a boca de um jacaré se parecer com os lábios de uma bela moça, é coisa fácil. Daí, ter conquistado o voto de tantas pessoas espalhadas pelo nosso território.

No entanto, o poder corrompe até mesmo o mais alto posto de comando, quando quem ocupa esse cargo não possui a ética e o preparo necessário para ser um grande estadista. Resultado: o pretenso líder se lambuza por inteiro. “mete os pé pelas mãos”, e as “luzes da ribalta” acabam por cegar a pouca visão que possui. Consequência: a estátua de barro que pensou em moldar com mãos trêmulas e sem um plano final para a obra, resulta em uma aberração.

Precisamos passar o país a limpo definitivamente, como começou a fazer a operação Lava Jato, afinal, temos os índices mais caros do mundo, tais como os juros, pedágios, impostos, combustível, energia, políticos e tudo mais. Outro problema é a Petrobras, que hoje é um inimigo dentro de casa. Sua imagem de patrimônio do Brasil não existe mais, uma vez que agora ela é um monopólio que nos escraviza e visa apenas dar lucro aos investidores internacionais. Que venham outras empresas para dividirem esse nicho de mercado e livrar nosso povo desse jugo.

O governo que sucedeu o militarismo, que foi ferozmente difamado por eles, graças aos céus faliu em seu propósito de levar nosso país para domínios tortuosos, e estamos vendo o castelo de cartas que construíram ruir.

Que venham novos tempos.