Por que nosso cérebro busca tanto automatizar nossas escolhas?

Você já parou para pensar quantas escolhas fazemos todos os dias, e o quanto elas nos desgastam?

Imagine você num dia típico, ao acordar escolhe a roupa que vai usar, o que vai acompanhar o café da manhã, a condução, o almoço, com quem vai conversar durante o dia, o horário que vai terminar de trabalhar, e por aí vai!

Só de curiosidade, quantas escolhas você faz em um supermercado, por exemplo: marcas, preços, comparações. Cada uma destas escolhas gasta energia, e energia é coisa que o cérebro faz questão de economizar o máximo para te preservar, e por isso, a maior parte delas é feita pelo seu piloto automático.

Tudo isto envolve pensamentos, que guardam emoções que impulsionam ou não os seus comportamentos!  Decisão é ação. E se não há ação é porque você ficou presa no piloto automático do ego.

Sofrer cansa! Mas, então, por que continuamos a sofrer tanto? Já se fez esta pergunta alguma vez?

Qual é o espaço que o acúmulo de escolhas inconscientes ocupa na sua mente? Quem faz a distinção entre o que você quer e o que você não quer? Advinha! O senhor Ego.

O sofrimento é um atributo de uma mente presa ao ego, que só faz escolhas que envolvem julgamentos. E julgamentos são escolhas diárias que fazemos guiadas pela mente que está longe de nos levar para o lugar para onde nossa alma, ansiosa por liberdade, pede.

Acontece que é mais fácil viver a vida no piloto automático. Você para de pensar conscientemente. E isto é assim desde que nascemos, porque aprendemos por generalizações que se tornam crenças que passam a guiar nossas escolhas sem que estejamos conscientes delas.

Só que a pergunta que não quer calar é por quê? Por que não aprendemos a escolher melhor? Por que não somos conscientes do caminho que estamos trilhando?

Por que perdemos tempo de vida decidindo não escolher? Apenas reagir, sem entender por que nos conformamos com o morno, com o nada, com o vazio?

Por que não escolher o melhor guia para caminhar o caminho e desfrutar de uma boa viagem pela vida?

Por que não tornar consciente o que virou memória?

Se você em algum momento do seu dia não parar para refletir o quanto sua vida está passando, sem você saber porque, você está mesmo só passando o tempo, até que o seu tempo acabe por aqui.

Você precisa de ajuda com estas respostas? O seu Mapa Astral te ajuda a decodificar os pontos que traçam a sua grande teia de possibilidades de viver. Guiar você pela voz da sua mente certa, capaz de te conectar ao seu farol de luz interior e te guiar na sua missão.

A oportunidade pode estar batendo à sua porta agora, mas é você que precisa estar consciente de que é você que precisa virar a chave para abri-la.

Contato:

Maria D’Arienzo – Astróloga

WhatsApp: (13) 99740-2082

Instagram:          @mariadarienzo.astrologia