Prefeitura de São Roque devolve respiradores ao Hospital São Francisco

A Prefeitura Municipal de São Roque entregou, hoje (22), os cinco respiradores e equipamentos de UTI requisitados ao Hospital São Francisco. Na última semana, o Departamento Jurídico acionou representantes do HSF para tratar do processo da devolução voluntária.

A decisão de devolver deu-se após a Prefeitura adquirir respiradores e equipamentos e montar 10 leitos de UTI na ala especial para atendimento aos casos de COVID-19, junto à Santa Casa. A nova estrutura chegou há cerca de um mês, quando começou a transição. 

O prefeito Claudio Góes explica que a requisição aconteceu no fim de março e que, na época se fez necessária diante das dificuldades de encontrar aparelhos de UTI para comprar ou locar, principalmente ventiladores pulmonares. Os do São Francisco não estavam sendo utilizados. “Neste período muitas vidas foram salvas, sendo que 51 pacientes graves precisaram ser entubados”, comenta.

A Administração Municipal esclarece a inviabilidade de ficar com os cinco respiradores, neste momento, pois demandaria outras estruturas, inclusive de pessoal. Destaca ainda que, na hipótese de ocupação dos 10 leitos da Santa Casa será utilizado o sistema de retaguarda estadual ou comprados serviços de leitos privados.

Todo o equipamento foi revisado antes da entrega. A Prefeitura de São Roque vai indenizar o HSF pela utilização. 

O Democrata entrou em contato com o Hospital São Francisco e fomos informados que a devolução dos equipamentos se deu no fim desta tarde e a equipe responsável da unidade verificará as condições de todos equipamentos, conferindo os itens devolvidos.
Sobre a indenização, disseram que a Prefeitura deverá indenizar o hospital, com valor justo, pelo uso dos equipamentos durante o período, porém, não houve apresentação de valores ainda.

Estrutura ALA COVID-19

Com a devolução, a Santa Casa permanecerá com 10 leitos de UTI/COVID-19 ativos. Além disso, a ala/COVID-19 conta com 28 leitos de enfermaria (25 adultos, 2 pediátricos e 1 de estabilização) e 20 poltronas reclináveis de observação. Ainda dispõe de equipe especializada, incluindo médico intensivista.