Protocolo Digital é implantado na Prefeitura de São Roque

A Prefeitura de São Roque implantou nesta quarta-feira, dia 15, o serviço de Protocolo Digital para facilitar o acesso da população aos serviços e atendimentos oferecidos pela Prefeitura tais como emissão de segunda via de IPTU, emissão de guia de ITBI, solicitação de zeladoria e tapa-buracos, abertura de empresas, entre outros.

Para usar o serviço através do computador, é preciso ter o cadastro no Portal do Cidadão, disponível através do link na home do site www.saoroque.sp.gov.br, após o cadastro acessar o menu “CIDADÃO” na home do site, na sequência o menu “PORTAL DO CIDADÃO”, a seguir “PROTOCOLO DIGITAL”, seguido de “ABERTURA DE PROTOCOLO DIGITAL”. A partir desta etapa, é preciso preencher os campos com as informações pessoais e anexar o arquivo relacionado ao pedido (foto, vídeo, texto, etc), para que seja gerado o boleto da taxa de protocolo, e após seu pagamento o documento será encaminhado ao Departamento responsável pelo serviço solicitado no pedido.

Para o acesso através de celular também é necessário ter cadastro no Portal do Cidadão, começando por “MENU”, na home do site, em seguida clicando em “SERVIÇOS ON LINE”, depois “PORTAL DO CIDADÃO”, neste momento o usuário deve fazer o login e digitar a sua senha previamente cadastrados. Após esta etapa clicar em “SERVIÇOS”, depois em “PROTOCOLO DIGITAL”, depois em “ABERTURA DE PROTOCOLO DIGITAL” e finalmente preencher os campos com as informações do pedido e arquivos relacionados, emitir o boleto da taxa de protocolo que, após ser pago, libera o trâmite do documento para o Departamento responsável.

Pedido atendido

Em abril de 2019, o vereador Cabo Jean encaminhou o Ofício 370/2019 e a Indicação 331/2019, solicitando estudo de viabilidade da implantação dos serviços digitais para atendimento e recebimento de demandas da população, bem como emissão de taxas e impostos através do serviço on-line. Em junho do mesmo ano ele reiterou o pedido ao Poder Executivo através da Indicação 545/2019, ressaltando mais uma vez a importância do protocolo on-line, com a justificativa de que proporcionaria agilidade e rapidez, “além da própria economia de papéis e dinheiro público, ao diminuir a tramitação de documentos, o número de pessoas envolvidas nos processos internos, e o mais importante, permitir que aqueles que moram distantes, tem dificuldade de mobilidade ou outras limitações, sejam atendidos sem precisar ir ao Paço Municipal”, ressalta.

Como o processo exigia alterações internas nos sistemas digitais e interligação deles para pronto atendimento, houve um período de adaptações e testes para que fosse disponibilizado.