Reabertura do comércio gera aglomerações no transporte e em lojas

Com a reabertura de alguns setores da economia no início desta semana, seguindo as orientações do Plano São Paulo, inúmeros cidadãos voltaram ao trabalho. Com isso, o número de denúncias, referentes à aglomeração em transportes públicos e pelas ruas aumentou muito.

Na tarde desta quarta-feira (03), uma moradora se queixou das filas formadas na rodoviária, além de contestar a Viação Mirage por disponibilizar apenas dois ônibus da linha n° 07, com destino ao shopping Catarina Outlet.

“Reduziram os horários com apenas um horário de ida (11h) e outro de volta (16h30). Onde está o distanciamento entre as pessoas nessa fila? Não houve uma marcação no chão para as pessoas manterem a distância recomendada? Nessa fila podem ser contadas pelo menos umas 30 pessoas. Elas vão ter que sentar todas juntas? Uma do lado da outra? Como vai ser possível manter o distanciamento recomendado entre pessoas dentro de um ônibus fechado numa linha lotada de pessoas?”, ressaltou a cidadã, em uma publicação nas redes sociais.

A Mirage informou ao O Democrata que sobre a organização das filas na rodoviária não compete à empresa e sobre a linha n° 07, do shopping, nesta quarta-feira (3), os responsáveis ressaltaram que não houve superlotação. “Inclusive, colocamos dois carros para rodar neste dia e um dos dois carros foi apenas com dois passageiros. Esse questionamento não procede, porque o carro estava com a lotação dentro da capacidade”.

Ainda segundo e empresa um estudo está sendo feito diariamente para acompanhar as necessidades e demanda. “Estamos acompanhando constantemente a demanda de passageiros e, na medida em que for necessário, vamos fazer ajustes. Como os comércios voltaram agora, creio que vamos ter que fazer ajustes se houver alguma ocorrência. Estamos falando de uma retomada, então não sabemos como será o dia a dia. Em contra partida, estamos acompanhando de perto e, como exemplo, temos essa linha do Catarina: antes da linha começar a rodar, as pessoas falaram que não iria dar, mas o pessoal não sabe que por trás disso, temos funcionários do sistema operacional acompanhando. A linha não deu lotação. Estava dentro da capacidade normal”, afirmou a empresa de ônibus.

Internauta registra movimento da linha da Piracicabana

A Viação Piracicabana, que faz as linhas intermunicipais, também recebeu reclamações de superlotação nos transportes públicos. Em resposta sobre as medidas tomadas a fim de reduzir essa problemática, a Piracicabana confirmou que também está realizando estudos desde a reabertura do comércio.  Além disso, a Viação Piracicabana afirmou que reduziram os horários e linhas desde o início da pandemia, mas que permanecem ‘sentindo’ diariamente a demanda, para tomar devidas providências.

“A linha mais cheia da Piracicabana é a de Itapevi. Mas, colocamos dois ônibus na mesma linha para tentar equilibrar isso. Estamos realizando reuniões nesta semana e pode ser que haja uma redefinição dos horários e linhas na próxima semana”.  Segundo informações da empresa, os horários que estão com mais movimentação são entre 09h e 17h, pois são quando os cidadãos estão indo e retornando do trabalho.

O transporte público está sendo retomado de acordo com a demanda nesta semana, mas a Prefeitura já notificou as empresas para que calculem a necessidade de cada região e disponibilizem novos carros para atenderem os trabalhadores que retornam às suas atividades.

Aglomerações

Nesta terça-feira (2) o prefeito de São Roque, Cláudio Góes, se manifestou em live pelas redes sociais sobre o primeiro dia da chamada “reabertura consciente do comércio”. Segundo ele as equipes de fiscalização constataram o problema das aglomerações, principalmente nos bancos. Devido a isso ficou definido que os bancos funcionarão das 10h às 14h. Já o comércio local e o Outlet Catarina funcionam das 12h às 16h de segunda a sábado. Nas portas de diversas lojas também foi possível ver as imensas filas sem o distanciamento de segurança.

Muitos saíram às compras no Centro

O prefeito reforçou que a positivação dos casos é um critério que interfere no processo de reabertura dos municípios, portanto é muito importante que todos respeitem as regras de distanciamento, higiene e saiam somente se necessário. “A Prefeitura e a ACIA lançaram um material para colocar no chão do comércio, que sinaliza o local exato onde as pessoas devem aguardar, mantendo o distanciamento”, reforçou.