Região decreta estado de alerta para falta de água

Nesta segunda-feira, 27, nove cidades da região declararam estado de alerta por causa da crise de falta de água que atinge a Represa de Itupararanga que abastece Região Metropolitana de Sorocaba. Além de São Roque, assinaram o decreto os municípios de Ibiúna, Alumínio, Mairinque, Sorocaba, Votorantim, Cerquilho, Salto, Piedade e Laranjal Paulista. Araçoiaba da Serra também participou da reunião, mesmo não utilizando água do reservatório citado.

“Em razão da grave situação enfrentada pelo baixo índice de chuvas nos últimos meses e diminuição de volume da represa de Itupararanga, fornecedora de água para as cidades elencadas, os municípios citados, em conjunto, declaram estado de alerta, referente a situação hídrica enfrentada”, diz trecho do documento.

O Jornal O Democrata tem chamado atenção para o problema há, pelo menos três meses. As cidades de Salto e Itu, já enfrentam racionamento de água. Em Sorocaba, a medida não está descartada e também pode ser adotada, segundo o prefeito Rodrigo Manga. não é algo iminente mas deve acontecer se o nível do volume útil da represa de Itupararanga cair ainda mais, e se a falta de chuvas continuar.

Segundo reportagem do Jornal Cruzeiro do Sul, o promotor de Justiça, Antonio Domingues Farto Neto, do Grupo de Atuação Especial de Defesa do Meio Ambiente (Gaema), que coordena as ações para o enfrentamento da crise hídrica, junto com os municípios, a situação preocupa porque em todos os meses de 2021 praticamente tem chovido menos do que o previsto. Ele cita ainda outra situação que preocupa as cidades da RMS, que é o aumento do consumo de água, por conta da migração das pessoas de grandes centros para cidades do interior.

“Então, a falta de chuvas se somou a migração de pessoas de grandes centros para cidades do interior, o que motivou aumento no consumo de água. Por conta disso, e pela quantidade que temos de água no reservatório de Itupararanga, foi consenso entre os prefeitos, a elaboração de um decreto com uma declaração de alerta para que as pessoas economizem água”, destaca o Farto Neto ao jorna de Sorocaba.