São Roque amplia vacinação contra a gripe para trabalhadores do transporte coletivo, deficientes e pessoas com comorbidades

Ação começa nesta quarta-feira; outros públicos alvos já divulgados continuam em atendimento

A Prefeitura de São Roque ampliou o atendimento da campanha de vacinação contra a gripe para mais cinco grupos de público alvo. A ação começa nesta quarta-feira, dia 9 de junho na Central de Saúde, na Praça da República e UBSs (Unidades Básicas de Saúde).

Os grupos que foram inseridos no público alvo de vacinação são os seguintes:
• Munícipes com comorbidades ou deficiência
• Caminhoneiros
• Trabalhadores de transporte coletivo
• Profissionais das forças armadas, de segurança e salvamento
• Funcionários do sistema prisional

Os grupos já anunciados (idosos, crianças, profissionais de educação e saúde, gestantes e puérperas) continuam sendo vacinados. Quem ainda não tomou a vacina pode comparecer a um dos postos de vacinação.

Mas atenção aos documentos necessários para que o munícipe possa ser imunizado. Os responsáveis por crianças devem apresentara carteira de vacinação, enquanto os adultos devem levar documento com foto e CPF, comprovante de endereço.

Caminhoneiros devem apresentar também comprovante de prestação de serviço. Profissionais de educação e saúde, trabalhadores de transporte coletivo, profissionais das forças armadas, segurança, salvamento e do sistema prisional devem apresentar também comprovante de vínculo empregatício. Já os munícipes com comorbidades também devem apresentar receita ou laudo médico.

Confira os horários de atendimento

Das 8h às 15h
• Unidade Central de Saúde (Av. Antonino Dias Bastos): idosos de 60 anos ou mais, profissionais de educação, profissionais da saúde, crianças maiores de 2 anos e menores de 6 anos, gestantes e puérperas, pessoas com comorbidades ou deficiência, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo, Profissionais das forças armadas, de segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional.

Das 13h às 15h
• Unidades de saúde dos bairros: profissionais de educação, idosos de 60 anos ou mais, crianças maiores de 6 meses e menores de 6 anos, gestantes e puérperas, pessoas com comorbidades ou deficiência, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo, Profissionais das forças armadas, de segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional.

• Vigilância em Saúde (ao lado da Praça da República): Crianças maiores de 6 meses e menores de 2 anos.