São Roque já registra mais de 2.500 ocorrências de uso celular ao volante em 2021

O Departamento de Trânsito de São Roque registrou, entre janeiro e agosto deste ano, 2.505 ocorrências de motoristas que estavam segurando ou manuseando celulares enquanto dirigiam. Um índice preocupante e que pode acarretar uma série de problemas, como o risco de acidente, colocando em risco não apenas motoristas, mas também os pedestres.

Infelizmente o uso de telefones móveis ao volante tem se tornado um dos principais problemas enfrentados pelo trânsito. Segundo um levantamento feito pelo Detran.SP as infrações registradas no Estado de São Paulo entre 2017 e 2020, apontam que 7,5% das multas foram pelo uso do celular ao volante, prática que aumenta em 400% o risco de acidentes, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

“Infelizmente não sou poucas as vezes que presenciamos acidentes causados pelo uso de celulares enquanto se dirige, como em agosto, onde tivemos um carro que subiu no canteiro da Avenida Varanguera e de um veículo que atingiu um dos nossos agentes de trânsito. Felizmente não houve feridos nos dois casos, mas pedimos que os motoristas respeitem as leis de trânsito, redobrem o cuidado e evitem esta prática tão nociva e que pode causar acidentes sérios”, afirmou o Chefe da Divisão de trânsito de São Roque, Robson Grande Mielczarek.

Além do risco de acidente, o uso de celular pode custar caro ao bolso do motorista, já que o uso de celular ao volante é classificado como infração gravíssima pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), com multa de R$ 293,47, além de sete pontos anotados na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Uma infração pode ser combinada com outro tipo de contravenção, como condução de veículo sem as duas mãos ao volante, passível de multa no valor de R$ 130,16 e que rende mais quatro pontos na carteira de habilitação.