São Roque terá mais uma universidade pública | O Democrata

O prefeito Guto Issa anunciou nesta terça-feira, 4, que assinou convênio para que São Roque receba mais uma instituição pública de ensino superior. Agora, além do Instituto Federal e da Fatec, a cidade terá um polo da Univesp. Criada em 2012, a Universidade Virtual do Estado de São Paulo é uma instituição exclusivamente de educação a distância, mantida pelo Governo do Estado e vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE). Entre seus principais parceiros, destacam-se as universidades USP, Unesp, Unicamp e o Centro Paula Souza (CPS). A Univesp conta com mais de 50 mil alunos.

Além dos seis cursos oferecidos no último vestibular: Letras, Matemática, Pedagogia, Bacharelado em Tecnologia da Informação (BTI), Bacharelado em Ciência de Dados e Engenharia de Computação, a universidade mantém estudantes matriculados em outros cinco: Biologia, Química, Física, Engenharia de Produção e Tecnologia em Gestão Pública (parceria com o CPS). Os cursos são realizados em Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), por meio de videoaulas, bibliotecas digitais, conteúdos pedagógicos e fóruns, que garante a interação do discente com o facilitador. Em 2021, a universidade passou 374 polos para 412 (374 implantados e 38 em processo de implantação).

Desde 2019, a universidade trabalha com o crescimento organizado, que possibilitou sua expansão territorial de 287 cidades para 359, vistoria nos polos e recordes de participação de municípios nos últimos vestibulares. Além de São Roque, outras 33 cidades vão inaugurar unidades presenciais nos próximos meses. São elas: Álvares Machado, Areiópolis, Bálsamo, Barbosa, Bofete, Cajuru, Cândido Rodrigues, Estrela D’Oeste, Ferraz de Vasconcelos, Guatapará, Icém, Itapira, Miguelópolis, Mirassol, Natividade da Serra, Orindiúva, Ouro Verde, Palmares Paulista, Palmital, Parapuã, Pardinho, Pereira Barreto, Pilar do Sul, Praia Grande, Pratânia, Quintana, Ribeirão Corrente, Santa Adélia, Santa Cruz da Conceição, Sebastianópolis do Sul, Tabatinga, Taciba e Ubatuba.

Com conteúdo pedagógico exclusivamente a distância, os polos tornam-se espaços físicos, onde os alunos recebem infraestrutura com computadores, impressoras e acesso à internet, e realizam atividades, como provas e discussões em grupo. Nos locais, os estudantes também podem solicitar serviços de secretaria acadêmica e contar com apoio do orientador, profissional de carreira da prefeitura municipal.

Como ter um polo da Univesp?

Polo Univesp de Presidente Prudente – Crédito: Fundação Inova Prudente

O representante da entidade ou administração municipal interessado em ter uma unidade da Univesp, deve preencher o formulário, presente no endereço eletrônico: https://univesp.br/transparencia/chamamento-publico-polos e conferir todas as informações do edital.

No documento, deverão ser relacionados dados, como cidade em que o polo será instalado, população atual, número aproximado de concluintes do Ensino Médio nos últimos três anos, informações do prefeito, indicação de gestor pela implantação e o tamanho do polo que pretende criar, conforme deliberação do Conselho Técnico Administrativo da UNIVESP (CTA) vigente, disponível também em: https://www.univesp.br/transparencia/chamamento-publico-polos.

Em caso de dúvidas, enviar e-mail para: credenciamento.polos@univesp.br, no assunto, destacar “Edital de Chamamento Público Rotativo nº 01/2021”. O prazo para resposta é de até cinco dias úteis.

Jornal O Democrata São Roque

Fundado em 1º de Maio de 1917

odemocrata@odemocrata.com.br
11 4712-2034
Rua Marechal Deodoro da Fonseca, 04
Centro - São Roque - SP
CEP 18130-070
Copyright 2021 - O Democrata - Todos os direitos reservados