São Roque restringe circulação de quem não se vacinou

Medida que proíbe pessoas sem imunização de frequentar espaços públicos entra em vigor no dia 13 de outubro

O Comitê de Combate à COVID-19 debateu e aprovou a implementação de restrições a quem não tomou a vacina contra o coronavírus, em que condiciona a entrada em espaços públicos e privados à apresentação do comprovante de vacinação, em reunião desta quarta-feira, 6 de outubro. A medida entra em vigor no dia 13 de outubro, após o feriado de terça-feira, 12, com o objetivo diminuir a circulação de pessoas não imunizadas, aumentar a segurança da população e estimular a imunização.

“Várias cidades, não só no Brasil, já exigem a apresentação do comprovante de vacinação para entrada em estabelecimentos públicos e privados. Essa medida aumenta a segurança das pessoas, e estimula quem ainda não se vacinou ou está com a segunda dose em atraso a colocar a imunização em dia. São Roque dá todas as condições para isso”, afirma o prefeito Guto Issa.

A medida faz com que aqueles que ainda não tomaram a primeira dose ou estão com a segunda dose em atraso tenham acesso limitado a estabelecimentos. Crianças menores de 12 anos, ainda não liberadas pelas autoridades sanitárias para receber a vacina contra a COVID-19, não serão impactadas.