Grupamento de Bombeiros reforça alerta para prevenção de afogamentos em piscinas

O Grupamento de Bombeiros de Mairinque alerta sobre os cuidados necessários a serem tomados para evitar afogamentos, principalmente para as crianças, ao utilizar piscinas. Essa orientação ocorre, pois, com a chegada do verão e também com o início das férias, o número de acidentes relacionados a esta atividade de lazer tende a aumentar.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde – OMS, o afogamento é a 2ª maior causa de mortes na faixa etária de 1 a 9 anos, 3ª entre 10 a 19 e a 4ª para pessoas com idade entre 20 e 25 anos. A OMS estima ainda que 0,7% de todas as mortes anuais no mundo são ocasionadas por esse fator.

Para evitar essas situações e garantir a diversão de todos durante esse período do ano, é sempre recomendável que as crianças apenas utilizem a piscina com a supervisão de um adulto, para que dessa forma, em caso de incidentes, o responsável consiga buscar ajuda o quanto antes e, caso tenha o conhecimento, prestar os primeiros socorros.

Também é importante ressaltar que existe em algumas piscinas o agravante da sucção, visto que alguns ralos podem sugar cabelos, roupas e até mesmo membros do corpo. Esses fatores também podem ocasionar o afogamento.

Além disso, para os momentos em que a piscina não está sendo utilizada, é importante proteger a área em seu entorno com cercas ou grades que contornem o perímetro. A utilização de lonas de proteção bem instaladas para cobri-las também é recomendada, visto que dessa forma será possível evitar a submersão acidental das pessoas.

De acordo com o chefe do Grupamento de Bombeiros, Nilson Evandro da Silva, nessas situações todo o cuidado é pouco. “Apesar dos acidentes serem mais comuns com as crianças, é importante que todos, independentemente da idade, tenham consciência desses perigos. Principalmente porque em momentos de lazer é comum que as pessoas fiquem mais dispersas e, numa distração, a vida de alguém pode ser perdida”.

Em caso de acidentes, serviços como o SAMU (192) e o Corpo de Bombeiros (199) poderão ser acionados.