Vereadores de Mairinque questionam Poder Executivo sobre estruturas das escolas na volta às aulas | O Democrata

A rede de escolas municipais de Mairinque retornou as aulas presenciais em 7 de fevereiro. Atendendo à reivindicação de munícipes, o presidente da Câmara de Mairinque, vereador Edicarlos da Padaria (DEM), juntamente com os vereadores Abner Segura (PSD), Bruno Tam (DEM), Emily Idalgo (PT) e Rose do Cris (MDB), protocolaram um ofício em 19 de janeiro, na Prefeitura, solicitando informações ao prefeito Antonio Gemente sobre o retorno às aulas e se as escolas estariam preparadas para receber os estudantes.

Como não obtiveram resposta referente ao documento protocolado, nesta semana os vereadores Edicarlos, Abner, Emily e Rose foram até as escolas municipais Professora Maria Lúcia Bittencourt, Professora Denise Gama Granito, Professora Maria Helena Chesini, Manoel Martins Villaça e Escola Bairro Mato Dentro, para verificarem as instalações das escolas das quais os edis receberam reclamações de pais de alunos.

“Ao visitarmos as escolas nós verificamos má conservação, comprometendo a infraestrutura. Muitas delas apresentado problemas como infiltrações, rachaduras nas paredes e deterioração de teto, podendo até mesmo oferecer risco às crianças que precisam estudar. Diante do que foi apresentado, pedimos providências da Prefeitura”, apontou o presidente da Câmara, vereador Edicarlos da Padaria.

No ofício ao Executivo, os vereadores pedem também se houve a contratação de empresas responsáveis pela limpeza, manutenção e preparo das merendas. Outra questão levantada é referente à adoção dos protocolos de saúde contra a Covid-19 nas escolas. “Vamos continuar acompanhando. Para voltar às aulas presenciais é necessário o mínimo para que o aprendizado não seja comprometido”, disse o vereador Edicarlos.

Além das questões tratadas no documento, o presidente da Câmara, lembra que na Escola Municipal Professora Maria Lúcia Bittencourt, no Jardim Vitória, havia 13 cuidadores de crianças com deficiência, mas atualmente, o número está reduzido a 2 profissionais: um para o período da manhã e outro para o período da tarde. Segundo o vereador, nos anos anteriores era disponibilizado um cuidador para cada aluno com deficiência.

Jornal O Democrata São Roque

Fundado em 1º de Maio de 1917

odemocrata@odemocrata.com.br
11 4712-2034
Rua Marechal Deodoro da Fonseca, 04
Centro - São Roque - SP
CEP 18130-070
Copyright 2021 - O Democrata - Todos os direitos reservados