Vigilância de Mairinque alerta a população sobre aumento de casos de Dengue no Estado de São Paulo

A Prefeitura de Mairinque, por meio da Vigilância Epidemiológica, alerta a população sobre os cuidados com a Dengue, tendo em vista os casos que vem sendo notificados na Região Metropolitana de Sorocaba. O Estado de São Paulo já tem ao menos 19 mortes confirmadas.

Em Sorocaba o aumento de casos preocupa, pois nos primeiros meses de 2019, os 59 casos registrados já superam os 46 confirmados ao longo do ano passado. Mairinque permanece com um caso confirmado e, até o momento, as demais notificações estão sendo descartadas após resultados dos exames colhidos.

Em Jundiaí, 100 km de distância, o número de casos de Dengue disparou: 2018 foram apenas cinco registros contra 118 neste ano. O aumento nas infecções por Dengue Tipo 2 nas regiões de Campinas e Piracicaba preocupam devido à proximidade com Sorocaba e Mairinque.

Bauru, cidade que está em estado de emergência desde janeiro, lidera o ranking de casos da doença com 4.875 pacientes infectados. Em Araraquara, mais 528 casos positivos de Dengue foram registrados, totalizando 2.790 este ano.

Em São José do Rio Preto o número de casos confirmados na cidade aumentou para 2.834 infectados. Com a confirmação de mais duas mortes, já são quatro óbitos este ano.

Em Mairinque, os moradores do bairro Jardim Cruzeiro devem ficar atentos pois foram encontrados focos de proliferação do mosquito da dengue. Os agentes de vetores estão realizando um trabalho de orientação a fim de evitar o surgimento de novos casos no município.

A Chefe de Divisão de Zoonoses, Josimara Grinholli, explica que os casos de Dengue este ano estão mais concentrados nas regiões onde foi constatada a circulação do sorotipo 2 do vírus. “Na região de Campinas já temos casos de dengue tipo 2 confirmados e a preocupação aumenta para todos. Como a maior parte da população está imunizada ao sorotipo 1, mais comum nos anos anteriores, há o alerta para o risco de uma nova epidemia”.

Para mais informações, ligue: (11) 4718-8646 – Controle de Endemias.