Amora e o Bicho da Seda | O Democrata

Como você conhece essa fruta? É uma fruta muito usada em geléias, sucos e sorvetes, bolos, tortas, corante natural e licor. Tem sua porção medicinal, pois, seu chá é amplamente difundido entre gerações há muito tempo. No Brasil, as amoras vermelhas e pretas são as mais conhecidas e consumidas. Faz parte do grupo de alimentos funcionais, e é rica em antioxidantes. Dependendo do espaço para cultivo, essa planta pode oferecer uma boa fonte de renda para o agricultor.

Alimento para o bicho-da-seda produzir o casulo, do qual se extrai o fio de seda (sericultura), as folhas da amoreira também têm utilidade comercial. Além de abastecer pequenas e médias propriedades rurais que são responsáveis pela atividade da sericicultura, também pode ser utilizada como alternativa alimentar para bovinos e caprinos em áreas onde há restrição de vegetação rasteira. Seu cultivo consorciado é mais uma vantagem da amoreira, e quando plantada entre fileiras de chá ou café, a copa frondosa ainda oferece a sombra necessária a essas culturas.

Formada por vários pequenos frutos redondos agregados, a amora pode ser vermelha (Rubus rosifolius, a mais comum), branca (Morus alba, cultivada para fornecer folhas à criação do bicho-da-seda) e preta (Morus nigra, com bom potencial de comercialização).

Por ter compostos fenólicos, que desenvolvem ação antioxidante, seu consumo auxilia prevenindo o envelhecimento das células. E suas isoflavonas, diminuem os sintomas da menopausa, suas antocianinas atuam na concentração do colesterol bom e remove os radicais livres. Seu sistema imunológico terá um melhor funcionamento por conta da presença da Vitamina A, e seu organismo terá ajuda na absorção do ferro nas refeições devido sua concentração de Vitamina C. Esses são alguns dos benefícios de consumir  essa fruta tão versátil e saborosa.

Você encontra em 100 gramas de amoras:

  • Calorias: 43g
  • Proteína: 1,39 g
  • Lipídeos: 0,49 g
  • Carboidrato: 9,61 g
  • Fibras: 5,30 g
  • Cálcio: 29,00 mg
  • Magnésio: 20,00 mg
  • Manganês: 0,65 mg
  • Fósforo: 22,00 mg
  • Ferro: 0,62 mg
  • Potássio: 162,00 mg

O chá da folha da amora auxilia homens e mulheres, pois, além dos sintomas da menopausa, é excelente para ativar a memória, para combater a osteoporose, hipertensão e diabetes. E é simples de ser feito:

  • Aqueça 250mL de água, até formar bolhas, sem ferver.
  • Acrescente 2 colheres (sopa) da folha de amora e mexa.
  • Tampe a xícara e deixe em infusão por 5 minutos.
  • Coe e sirva.

A colheita da fruta vai de setembro a novembro. A amora é uma fruta altamente nutritiva de sabor doce e um pouco ácida, podem ser encontradas o ano todo, em mercados que as vendem congeladas. A poda dessa árvore deve ocorrer no inverno, para evitar a incidência de doenças e fungos menos ativos nessa época.

Silvia Hermida – Bióloga e Produtora Rural

Fonte: Santos, Alverides Machado ET. AL. “A cultura da amora-preta”. Embrapa. Brasil, Coleção Plantar.

Toda quinta-feira os cidadãos de São Roque têm a oportunidade de interagir e adquirir produtos produzidos localmente com manejo agroecológico na Feira Agroecológica de São Roque, que ocorre na Av. 3 de Maio, 900 das 8h até as 12h. @feiraagroecosaoroque

Jornal O Democrata São Roque

Fundado em 1º de Maio de 1917

odemocrata@odemocrata.com.br
11 4712-2034
Rua Marechal Deodoro da Fonseca, 04
Centro - São Roque - SP
CEP 18130-070
Copyright 2021 - O Democrata - Todos os direitos reservados