História do vinho brasileiro

PARTE 7 – REGIÕES VINÍFERAS NO RIO GRANDE DO SUL

Apresentaremos a seguir as principais regiões vitivinícolas produtores de vinhos finos no Rio Grande do Sul, apesar de existirem outras micro-regiões no estado, são: Serra Gaúcha (visto anteriormente), Campos de Cima da Serra, Campanha e Serra do Sudeste.

Região da Serra Gaúcha: teve um fator histórico muito relevante com a grande influência dos imigrantes italianos onde se estabeleceram no final do século XIX, trazendo sua cultura de elaboração de vinho.

Região Serra Gaúcha – Vale dos Vinhedos

Principais uvas tintas: Merlot, Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Pinot Noir, Tannat.

Principais uvas brancas: Chardonnay, Sauvignon Blanc, Riesling,

  • Latitude: 29º Sul
  • Altimetria: 400 a 700 m acima do nível do mar
  • Topografia: Serrana
  • Clima: Temperado Úmido
  • Chuva: ~1.800 mm/ano
  • Solo: Areno-argilosos ácidos

Região de Campos de Cima da Serra: localizado no extremo norte do Rio Grande da Serra, geograficamente acima da Serra Gaúcha, abrange os municípios Campestre da Serra, Monte Alegre dos Campos, Ipê e Vacaria.

Região Campos de Cima da Serra

Principais uvas tintas: Ancelotta, Cabernet Franc, Cabernet Sauvignon, Merlot, Tannat, Petit Verdot e Pinot Noir.

Principais uvas brancas: Chardonnay, Moscato Branco, Glera (Prosecco), Trebbiano e Viognier

  • Altimetria: 850m  a 1.000 m acima do nível do mar
  • Topografia: planalto

Região da Serra do Sudeste: abrangem os municípios de Candiota, Pinheiro Machado e Encruzilhada. Caracterizada pela conformação serrana ondulada e altitudes medianas, essa região tem temperaturas médias mais baixas e menor pluviosidade que a Serra Gaúcha, criando boas condições para uma vinicultura de qualidade.

Região Serra do Sudeste

Principais uvas tintas: Barbera, Cabernet Franc, Cabernet Sauvignon, Merlot, Periquita, Teroldego, Marselán, Pinot Noir, Ancelota, Malbec, Touriga Nacional, Gamay, Arinarnoa, Alicante Bouschet

Principais uvas brancas: Chardonnay, Gewürztraminer, Malvasia de Cândia, Sauvignon Blanc, Riesling

  • Altimetria: 600 m acima do nível do mar.

Região da Campanha: referida também com Fronteira, em virtude da proximidade da fronteira com o Uruguai, abrangem os municípios de Quarai, Santana do Livramento, Dom Pedrito, Bagé, Hulha Negra, e Piratni. Houve duas fases de cultivo nestas regiões, a primeira ocorreu na década de 70 onde algumas empresas da Serra Gaúcha e locais passaram a cultivar várias cepas vitis-vinífera, após a divulgação das pesquisas da Secretaria de Agricultura do Rio Grande do Sul favoráveis ao cultivo destas cepas.

A segunda fase ocorreu por volta da década de 90, onde houve a redescoberta desta região, além de terem melhores condições de cultivo, os terrenos são planos, facilitando a mecanização, e por terem um valor comercial bem menor que na Serra Gaúcha.

Região da Campanha

Principais uvas tintas: Cabernet Sauvignon, Merlot, Tannat, Tempranillo, Touriga Nacional, Alfrocheiro, Tinta Roriz, Teroldego, Malbec, Carmenere, Cabernet Franc

Principais uvas brancas: Chardonnay, Gewürztraminer, Pinot Grigio, Sauvignon Blanc

  • Latitude: 31º Sul
  • Altimetria: 100 a 300 m acima do nível do mar
  • Topografia: Plana
  • Clima: Temperado com verões quentes e secos
  • Chuva: ~1.370 mm/ano
  • Solo: Arenosos, com boa drenagem, acidez reduzida

+ Parte 1 – HISTÓRIA DO VINHO NO BRASIL COMEÇOU NO ESTADO DE SÃO PAULO

+ Parte 2 – HISTÓRIA DO VINHO EM SÃO ROQUE

+ Parte 3 – A VITICULTURA NO RIO GRANDE DO SUL

+ Parte 4 – FASES DA VITIVINICULTURA NA SERRA GAÚCHA

+ Parte 5 – FIM DO SÉCULO PASSADO E INÍCIO DOS ANOS 2000

+ Parte 6 – AS CONQUISTAS DAS ÚLTIMAS DÉCADAS

Agradeço desde já quem quiser colaborar com a memória do vinho brasileiro. Podem entrar em contato! Cordialmente, Carlos Vivi!

Carlos Vivi, descendência italiana, 55 anos, graduado em engenharia civil, formado em sommelier pela ABS-SP, ciclismo como esporte e vinho por paixão, dedicando três décadas no estudo da cultura do vinho.

e-mail: vinhosvivi@gmail.com.br
WhatsApp: (11) 9.5052-8855
Santana de Parnaíba – SP