Idosos de até 65 anos devem pagar passagem após mudança do Governo de SP

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e o prefeito da capital, Bruno Covas (PSDB), determinaram ontem o fim da gratuidade no transporte público para idosos de 60 a 65 anos. A mudança vale para trens, metrô, ônibus municipais e intermunicipais a partir do dia 1º de janeiro de 2021. Para idosos acima de 65 anos, o transporte continua gratuito.

Covas revogou uma lei municipal de 2013, que garantia a isenção do pagamento da tarifa de ônibus. Enquanto isso, Doria cancelou um decreto de 2014 que regulamentava a gratuidade para idosos em outros meios de transporte, como o metrô e trens.

Em nota, o governo e a prefeitura disseram que a mudança “acompanha a revisão gradual das políticas voltadas a esta população” e citou como exemplo outras medidas tomadas pelo estado, como a ampliação da aposentadoria compulsória no serviço público, que passou de 70 para 75 anos, e a reforma da Previdência.